quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Mudar. É bom ou mau?

É com muita satisfação que vos revelo que a partir de hoje, estarei com um texto "Toninó" mensal, no Up To Lisbon Kids. Link para a crónica aqui

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Doçura escatológica

No regresso da escola:
J.: Mãe, hoje de manhã doeu-me muito a barriga e fiz cócó.
Eu.: Doeu-te muito?
J: Sim, mas pensei em ti e  imaginei que estavas a contar-me aquelas histórias de relaxar para dormir e consegui.
Derreti-me.
Aliás, ainda estou derretida!

domingo, 16 de novembro de 2014

Em menos de 12 horas de FB

Vi o amor de um neto a uma avó que fez 91 anos.
Vi uma declaração de amor do marido à mulher aniversariante.
Vi a dor de uma amiga que perdeu o segundo dos seus "filhos" de quatro patas.
Vi a angústia de uma mãe com a filhota no hospital.
Vi fotos da natureza.
Vi desabafos.
Vi frases feitas.
Em suma, vi a vida em todas as suas vertentes.
E vi...
Esta foto. Aquela que é já a foto do dia.
Uma foto da vida que revela dor, e que infelizmente não é única.
Acontece diáriamente.
Somos uns felizardos por não ter de ler estas notícias todos os dias.
E é por causa de fotos como a do dia de hoje, que acho que temos de dar ainda mais importância, às primeiras coisas que escrevi que vi.
Pode dizer-se muitas coisas da internet e da comunicação social. A verdade é que são janelas para o Mundo fora do nosso pequeno mundo.
Janelas que nos dão a oportunidade, se quisermos, de pôr a nossa vida em perspectiva. De analisar. De pensar no que queremos para o nosso pequeno mundo.
Ainda não sei esta lição de cor. Mas estou decidida a que assim seja.
Por isso, vou tentar que este meu Domingo, mesmo que por entre muita coisa que dispensava facilmente, seja um Bom Domingo, já que para muitos, este dia, será um dos piores da história das suas vidas.
Espero conseguir ter boa nota na lição de hoje.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Às voltas...

...com o meu blogue descubro o texto de abertura! Grávida de 30 semanas da minha Ninocas e a falar das imensas mudanças. Agora dois anos e quatro meses depois, suspiro ao lê-lo... as mudanças foram ainda mais do que as que podia imaginar. A começar pela Leonor se ter tornado na minha estrela guia no céu e numa vida de altos e baixos, em quase seis meses de vida fora de Portugal, de tantas venturas e desventuras. Mas a vida é mesmo isto! E mesmo que me sinta cansada, sei que não gostaria de ter uma vida linear e sem emoções. Quando partir, deixarei tantas coisas para contar. Acho que é que isso que se deve querer da vida :)


"De volta à blogosfera


Depois de ter encerrado o Irinadeolhosembico há mais de um ano, a L., dentro da minha barriga, e a J., aqui fora, muito me têm dado vontade de voltar a escrever, sobre o meu dia-a-dia como mãe e como mulher. 
Este blogue nasce às 30 semanas de gestação da L. Uma gravidez que tem sido uma alucinação, por tudo quanto nos tem acontecido e, pela quantidade de mudanças que estamos a fazer na nossa vida. 
O nome mãe "toninó" surge porque:- Mãe - a base deste blogue sou eu como mãe... e no fundo como mulher. As duas coisas são indissociáveis. - "Tóninó" - porque é assim que a J. - apesar de falar super bem e usar expressões como "ora vejamos" -  diz tinóni. 
E é assim, "toninó" que me sinto como mãe e mulher, nestas aventuras e desventuras que os últimos meses nos têm dado... e que o futuro, certamente, nos reserva. Até já."

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

O segredo?

Está dentro de nós!
Não vou escrever nenhuma frase das habitualmente ditas sobre o que é perder um filho.
Deixo-vos as palavras de um grande comunicador sobre a perda do seu filho.
A importância de não fecharmos na alma o que pensamos e o que sentimos é cada vez mais importante nesta vida corrida que temos, em que não há tempo para nada.
Mas tem de haver tempo.
Tempo para sentirmos.
Tempo para nós.
Tempo para, nem que seja no silêncio das nossos pensamentos, dizermos a nós mesmos, o que nos vai na alma.
Aqui fica o link para a dedicatória de Jô Soares ao filho autista, que faleceu aos 50 anos na passada sexta-feira.